29/10/2008

30 de Outubro - Dia da Luta Contra o Cancro da Mama


PREVINA-SE!


Factores de Risco:



Tome conta de si
Faça exercício regularmente!
Mantenha um peso saudável e uma dieta variada, rica em frutos e vegetais.
Beba com moderação e não fume.
Visite o seu médico, para um exame clínico dos seios uma vez por ano.
Participe no Programa Nacional de Rastreio do Cancro da Mama. Se o Programa ainda não chegou a sua zona, peça ao seu médico para fazer uma mamografia de 2 em 2 anos, a partir dos 40 anos.
Conheça o seu peito e aprenda o que é normal, ou anormal, no seu caso.Sempre que notar alguma anomalia, consulte o seu médico.
Esteja “Alerta à Mama”.




Ao contrário de outros órgãos, a mama é um órgão facilmente acessível, através de observação e/ou de palpação, o que logo à partida, permite a detecção de lesões nela existentes. É a própria mulher, que conhece a sua mama e como se modifica durante o ciclo menstrual. Os seus seios podem parecer diferentes dependendo da altura do mês e da fase da sua vida. Quando se conhece a sua aparência e volume normais, é mais fácil detectar quaisquer mudanças invulgares.




Analise os seus seios num momento em que se sinta confortável e descontraída, como no banho ou nu duche. Esteja atenta à:

Mudanças na forma ou no tamanho da mama
Um novo caroço ou espessamento numa mama ou axila
Qualquer franzido ou enrugamento , ondulação ou vermelhidão
Mudanças na posição do mamilo, uma alergia ou descarga do mamilo
Dor ou desconforto que é novidade para si e que sente só num lado
Ora, quando algo de anómalo é encontrado, há que recorrer ao seu médico para que confirme e, em caso de necessidade, proceda a todo um conjunto de medidas com vista a um diagnóstico correcto.

O que fazer para se proteger contra o cancro da mama?


Apesar de não se conhecer exactamente a causa da doença devem, no entanto, adoptar-se estilos de vida saudáveis, tais como ter regularmente actividade física, adoptar uma alimentação saudável e restringir o mais possível o consumo de álcool e não fumar. Quanto à hereditariedade, há que iniciar uma vigilância regular desde logo, de forma a conseguir-se um diagnóstico tão precoce quanto possível.



http://www.ligacontracancro.pt/

http://www.laco.pt/

http://associacaolaco.blogspot.com/

1 comentário:

PAULA PEREIRA disse...

Olá amiga
passei para desejar um
bom fim de semana.
Beijos
Paula